Mansão do famigerado jantar tem milhões em dívida de IPTU

A mansão que sediou o jantar mais comentado do ano até o momento está sendo disputada judicialmente, com processo correndo no Tribunal de Justiça paulista. O anfitrião Naji Nahas já luta há três anos para continuar ocupando o imóvel que foi palco das imitações de Jair Bolsonaro, feitas por André Marinho, para uma seleta “plateia” que incluía o ex-presidente Michel Temer. A informação é do jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo.

O casarão de 4,8 mil metros quadrados, situado na rua Guadelupe, no Jardim América (SP), é a residência de Naji Nahas desde 1993. Ele não é o dono do imóvel, mas assinou um contrato de comodato com o banqueiro Luiz Affonso Otero, que morreu em 1996.

Os herdeiros de Otero moveram a ação de retomada do imóvel e acusam Nahas de não pagar o IPTU desde 2016 e de não manter a casa em boas condições. De acordo com a ação, Nahas deve aos cofres da prefeitura de São Paulo cerca de R$ 5 milhões do imposto.

POR PLENO.NEWS

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.