Globoplay diz que determinação do Ministério da Justiça é censura e não vai excluir filme de Gentili e Porchat. ” NÃO VAMOS CUMPRIR NADA”

A comunicação da Globo informou nesta terça-feira, 15, que não vai cumprir a determinação do Ministério da Justiça para tirar do catálogo da Globoplay e Telecine o filme “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola”. Em nota, a empresa disse que a ordem é inconstitucional e que o governo tenta censurar a obra. “O Globoplay e o Telecine estão atentos às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos do filme Como Se Tornar O Pior Aluno Da Escola, mas entendem que a decisão administrativa do Ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura. A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida”, diz o comunicado.

Na manhã desta terça, o ministério determinou que todas as plataformas de streaming tirem o filme do ar sob pena de multa diária de R$ 50 mil. A produção, que tem Danilo Gentili e Fabio Porchat no elenco, foi acusada de pedofilia e apologia ao abuso infantil pelo secretário especial da Cultura, Mário Frias. A Globo, por sua vez, disse que as plataformas respeitam todos os pontos de vista, mas destacam que o consumo de conteúdo em um serviço de streaming é uma decisão do assinante, e cabe a cada família decidir o que deve ou não assistir. “O filme em questão foi classificado, em 2017, como apropriado para adultos e adolescentes a partir de 14 anos pelo mesmo ministério da Justiça que hoje manda suspender a veiculação da obra”, acrescentou

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.