Em discurso na Marcha para Jesus, Bolsonaro se preocupa com rumos do Brasil

Presidente afirmou que “não podemos aceitar passivamente aqueles que querem impor sua vontade sobre nós”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ,afirmou, neste sábado (25), durante discurso no evento religioso “Marcha para Jesus”, em Balneário Camboriú (SC), que se o Brasil for para o lado da esquerda neste pleito vai entrar em um “trenzinho” que se inicia com a Venezuela e acaba com a Colômbia.

A declaração foi uma referência à vitória do representante da esquerda, Gustavo Petro, nas eleições presidenciais da Colômbia no último domingo (19). Para Bolsonaro, atualmente o serviço mais procurado na Colômbia são as emissões de passaporte, pois “são pessoas que já pensam em abandonar seu país”.

– As pessoas precisam ser alertadas de que se o Brasil ir para o lado da esquerda, nós entraremos num trenzinho que começa com a Venezuela, passa pela Argentina, vai no Chile, e o penúltimo vagão está sendo a Colômbia – apontou.

Ao derrotar Rodolfo Hernández na votação, o ex-guerrilheiro Gustavo Petro se tornou o mais novo representante do que alguns analistas já consideram uma “nova onda rosa” – referência ao movimento político e eleitoral que levou líderes de esquerda ao comando dos principais países do continente latino americano na virada do milênio.

Segundo analistas, trata-se de uma “mudança de maré” provocada pelo descontentamento com governantes anteriores.

O presidente seguiu criticando os governo de esquerda na América Latina.

– Olha a Venezuela, país que tem as maiores reservas de petróleo, terreno rico, mas com a péssima administração passou a ter um povo pobre. As pessoas fogem daquele rico país que começou a ser mal administrado há 20 anos – ressaltou.

Seguindo o seu “alerta ao povo”, Bolsonaro afirmou que para evitar que situações aconteçam no Brasil como as citadas por ele no país vizinho governado por governos de esquerda, é preciso evitar que a bandeira do país se torne vermelha.

– Nós sabemos o que queremos, e não podemos aceitar passivamente aqueles que querem impor sua vontade sobre nós. Parece que estamos perto de Dubai [se referindo ao Balneário Camboriú], mas para perdermos essa pomposidade, basta pintarem nossa bandeira de vermelho – criticou o presidente.

Esta é a 13ª visita do chefe do executivo a Santa Catarina neste ano, sendo a terceira Marcha para Jesus da qual Bolsonaro participa em um mês. Antes, ele esteve nos eventos realizados em Manaus, em 28 de maio, e em Curitiba, na última terça-feira, 21. O evento é organizado por igrejas evangélicas.

O de hoje estava previsto para acontecer em 2 de julho, mas foi antecipado para permitir a participação do presidente.Ele estava acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

O empresário Luciano Hang, das Lojas Havan, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, também estiveram no local.

POR: FOLHADESTRA

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.