Eleições: Nove ministros deixam o governo. Veja a lista completa

Trocas foram oficializadas no Diário Oficial da União nesta quinta-feira

Nove ministros do governo federal deixam seus cargos nesta quinta-feira (31) para disputar as eleições deste ano. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) e ocorrem em razão da legislação eleitoral, que prevê a necessidade de ministros de Estado deixarem os cargos até seis meses antes do pleito.

Na maioria das pastas onde ocorrerá a troca de gestão, o presidente Jair Bolsonaro nomeou secretários-executivos dos ministérios, considerados vice-ministros dentro dos órgãos onde atuam. O ministro da Cidadania, João Roma (PL), já havia adiantado, durante filiação ao Partido Liberal (PL), que o presidente escolheria substitutos técnicos e que já estavam nos ministérios.

Para marcar a saída dos atuais ministros, uma cerimônia será realizada no Palácio do Planalto com início previsto para as 10h desta quinta-feira.

Confira a seguir a lista dos ministros que deixam os cargos e para quais cargos eles devem concorrer neste ano:

Tarcísio de Freitas, ministro da Infraestrutura – disputará o governo de São Paulo, pelo Republicanos;
Onyx Lorenzoni, ministro do Trabalho e Previdência – disputará o governo do Rio Grande do Sul, pelo Partido Liberal;
João Roma, ministro da Cidadania – disputará o governo da Bahia, pelo Partido Liberal;
Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos – disputará uma vaga ao Senado Federal pelo estado do Amapá, ou Sergipe ou pelo Distrito Federal, pelo partido Republicanos;
Gilson Machado, ministro do Turismo – disputará uma vaga ao Senado Federal pelo estado de Pernambuco, pelo Partido Liberal;
Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional – disputará uma vaga ao Senado Federal pelo Rio Grande do Norte, pelo Partido Liberal;
Tereza Cristina, ministra da Agricultura – disputará uma vaga ao Senado Federal, pelo estado do Mato Grosso do Sul, pelo partido Progressistas;
Flávia Arruda, ministra-chefe da Secretaria de Governo – disputará uma vaga ao Senado Federal, pelo Distrito Federal, pelo Partido Liberal; e
Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia – disputará uma vaga na Câmara dos Deputados, por São Paulo, pelo partido Partido Liberal.

E confira a seguir a lista de nomes dos que assumem os ministérios a partir de agora:

Marcelo Sampaio Cunha Filho, novo ministro da Infraestrutura no lugar de Tarcísio de Freitas;
José Carlos Oliveira, novo ministro do Trabalho e Previdência no lugar de Onyx Lorenzoni;
Ronaldo Vieira Bento, novo ministro da Cidadania no lugar de João Roma;
Cristiane Rodrigues Britto, nova ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos no lugar de Damares Alves;
Carlos Alberto Gomes de Brito, novo ministro do Turismo no lugar de Gilson Machado;
Daniel Ferreira, novo ministro do Desenvolvimento Regional no lugar de Rogério Marinho;
Marcos Montes, novo ministro da Agricultura no lugar de Tereza Cristina;
Célio Faria Júnior, novo ministro-chefe da Secretaria de Governo no lugar de Flávia Arruda;
Paulo César Alvim, novo ministro da Ciência e Tecnologia no lugar de Marcos Pontes.

POR: FOLHA DESTRA

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.