Bolsonaro quer saber quem aprovou vacina para crianças

Presidente disse que pediu os nomes dos responsáveis pela decisão da Anvisa

Nesta quinta-feira (16), durante live pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro comentou a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de aprovar da vacina contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos de idade. Bolsonaro disse que pediu o nome das pessoas responsáveis pela decisão porque a população “tem o direito de saber”.

Ao comentar a decisão, Bolsonaro afirmou que não interfere na Anvisa.

Pela decisão da Anvisa, menores de 12 anos deverão receber doses com apenas um terço da quantidade aplicada no restante do público. Para isso, a Pfizer deverá produzir frascos diferentes para diferenciar os grupos, sendo usada a cor laranja para crianças e a roxa para adolescentes e adultos. Além disso, a agência pediu que as crianças sejam monitoradas por cerca de 20 minutos após a aplicação do imunizante.

– A Anvisa não está subordinada a mim – deixar bem claro isso. Não interfiro lá. Eu pedi, extraoficialmente, o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento de quem são essas pessoas e, obviamente, formem o seu juízo – afirmou.

Ele também disse que os pais serão os responsáveis pela decisão de vacinar os filhos.

– Não sei se são os diretores e o presidente [da Anvisa, Antonio Barra Torres] que chegaram a essa conclusão ou se foi o tal do corpo técnico. Mas seja como for, você tem o direito de saber o nome das pessoas que aprovaram a vacina para o seu filho a partir de 5 anos. E você decida se compensa ou não – apontou

O presidente então disse que irá decidir sua esposa, Michelle Bolsonaro, se a filha de 11 anos do casal, Laura, irá tomar a vacina.

– A responsabilidade é de cada um, mas agora mexe com as crianças. Quem é responsável por olhar pelas crianças é você, pai. Eu tenho uma filha de 11 anos de idade, e vou estudar com minha esposa bastante isso aqui para ver qual decisão iremos tomar – destacou.

POR FOLHA DESTRA

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.