Bolsonaro crítica passaporte de vacinação e sai em defesa da liberdade de cada cidadão que é perseguido por não tomar a vacina

O presidente Bolsonaro deu algumas declarações durante um evento em que participou em Minas Gerais, em relação a exigência do chamado passaporte de vacinação que alguns estados e municípios estão exigindo, para que o cidadão possa ter acesso a locais como bares, restaurante e entre outros.

Em seu discurso, Bolsonaro fez questão de frisar autonomia que ele tem para decretar a exigência do passaporte de vacinação, mas que não faz tal prática por ser contra a liberdade das pessoas em escolher se toma ou não a vacina. Recentemente o presidente foi impedido de assistir uma partida de futebol em Santos, por conta de não estar vacinado contra a covid-19.

Reforçando o seu posicionamento contra a exigência do passaporte, ele se mostrou bastante incomodado com essa exigência que tem atingido diversas pessoas que não se sentiram seguras para tomar a vacina, e hoje acabam sendo impedidas de frequentar alguns locais por conta dessa exigência de Estados e municípios.

“Eu tenho poder, por decreto, de exigir o passaporte da vacina, mas não farei isso, porque a nossa liberdade está acima de tudo”, afirmou Bolsonaro ao falar sobre a liberdade de cada cidadão que tem a sua escolha em relação a se vacinar. “Não se pode perseguir quem quer que seja por não ter tomado vacina. Temos alguns Estados que estão com essa sanha: exigir a carteira de vacinação para poder frequentar um ou outro local.” concluiu ao criticar a postura de alguns governadores e prefeitos que estão fazendo tal prática.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.