Baixa na carteira: Escritor de novelas famosas é demitido da Globo após 40 anos na emissora; “Faltou consideração”

Depois de 40 anos na Globo, o autor Aguinaldo Silva foi informado que seu contrato com a emissora não seria renovado. Ele escreveu sucessos como Senhora do Destino, Vale Tudo, Pedra SobrePedra, Duas Caras e Fina Estampa.

Apesar de chateado, o dramaturgo ponderou sua relação com a emissora carioca.

“A emissora me deu muito durante esses 40 anos, não tenho do que me queixar. E eu também dei muito pra emissora. Foi uma troca justa. Mas há um momento de desgaste”, disse em entrevista à Record TV.

Ele também explica que não é correto afirmar que ele foi demitido, uma vez que não era funcionário.

“Não fui demitido, pois não era empregado, funcionário. Tinha uma empresa que vendia o meu trabalho para a emissora. Então havia um contrato entre a empresa e a emissora. O contrato acabaria dia 29 de fevereiro e recebi um comunicado um mês antes de que não seria renovado”.

Aguinaldo conta que ficou chocado, pela natureza muito “formal” da notícia.

“Fiquei chocado. Quando as coisas são muito oficiais, depois de uma relação tão longa e que rendeu tantos frutos para ambas as partes […]Coisa muita burocrática e oficial é bem chocante”, declarou.

Ele confidenciou também ter mágoa de “duas ou três pessoas”, mas não revelaria seus nomes porque elas também não estão mais na emissora.

O autor agora defende o regime de contrato por obra.

“Acabou a novela, acabou o compromisso. É o ideal”, disse.

Aguinaldo finalizou externando o desejo de trabalhar e que, inclusive, já tem histórias prontas Amor pelo trabalho.

“O dia que eu parar de escrever, perco o interesse pela vida”, finalizou.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.